Noticias

Controles GameSir Kaleid e Kaleid Flux: Valem a pena? (Review)

Quando eu publiquei o review focado no magnífico Controle GameSir X4 Aileron, mencionei que iria revelar outra surpresa da marca em breve e cá estamos. Apresento a você os excelentes controles GameSir Kaleid e Kaleid Flux, que foram criados para impulsionar a jogatina via PC e consoles Xbox. Esses produtos chegaram na minha residência há murado de duas semanas e eu pude usá-los para prometer boas horas de gameplay com alguns dos meus jogos favoritos e certos títulos que me permitiram realizar algumas “provas de incêndio”. Em outras palavras, fiz muitos testes, com vistas a ter uma boa base para levante review.

Portanto, se você está procurando por controles capazes de impulsionar a sua jogatina por meio dos PCs e dos consoles Xbox, sugiro que não deixe de conferir as minhas impressões. Finalmente, minhas sessões de gameplay com essas belas ferramentas gamer foram ótimas e as suas também poderão ser… vamos dar uma olhada no Kaleid e no Kaleid Flux?

━═☆═━ Acabe com o lag ━═☆═━

  • Sofrendo com o lag interminável?
    A ExitLag, o melhor redutor de ping de jogos online, está com uma promoção privativo! Garanta uma conexão inabalável e fluida em jogos multiplayer online, assinando 2 meses e ganhando + 1. Experimente gratuito por 3 dias!

A proposta dos controles da série GameSir Kaleid

Seguindo a tradição dos meus reviews cá no Mobile Efo, darei início a levante review falando sobre a proposta desses dois controles. Com isso, você já vai ter uma boa teoria dos motivos que levaram a GameSir a fabricar os produtos, para qual público-alvo eles são indicados e quais os tipos de experiências eles prometem prometer.

Logo, comecemos entendendo que os controles foram criados com foco na galera dos PCs e dos consoles Xbox. De modo universal, não há muitas diferenças conceituais entre as duas opções e ambos funcionam com o espeque de cabos USB, o que quer expor que não há porquê estabelecer conexões sem fio.

Obviamente, eu ainda vou apresentar os pontos de elevação entre os dois modelos, mas, neste momento, o ideal é você entender que os controles foram construídos para resistir e contam com recursos voltados a proporcionar a mergulho. Logo, o objetivo dos produtos é simples: prometer uma experiência gamer de altíssimo nível.

Muito, agora que já falamos sobre a proposta do Kaleid e do Kaleid Flux, podemos dar uma atenção privativo aos detalhes e a forma porquê cada controle se comporta durante a jogatina…

As primeiras impressões: unboxing, design e pegada

Os controles GameSir Kaleid e Kaleid Flux chegaram em caixas compactas e muito elegantes, com recta a uma apresentação semelhante àquela oferecida pelos excelentes Cyclone e Cyclone Pro (que já foram analisados cá no Mobile Efo). E porquê a GameSir continua enviando seus produtos para passar pela nossa “prova de incêndio”, as primeiras impressões não me surpreendem mais, apesar de eu descobrir louvável a empresa sempre manter o bom nível. De todo modo, eis o teor dos dois pacotes:

  • Controle GameSir Kaleid;
  • Cabo USB (com 3m de comprimento);
  • Manual do Usuário;
  • Cartão de Congratulação;
  • Adesivo GameSir;
  • Certificado de Qualidade;
  • Tecido para Limpeza;
  • Cartão com Código para 1 mês gratuito de Xbox Game Pass Ultimate.
  • Controle GameSir Kaleid Flux;
  • Cabo USB (com 3m de comprimento);
  • Manual do Usuário;
  • Cartão de Congratulação;
  • Adesivo GameSir;
  • Certificado de Qualidade;
  • Tecido para Limpeza;
  • Cartão com Código para 1 mês gratuito de Xbox Game Pass Ultimate.

Nesse primeiro contato com os produtos, já foi verosímil notar algumas diferenças de design. Por exemplo, o Kaleid tem uma figura mais sóbria, enquanto o Kaleid Flux labareda mais atenção, graças aos detalhes em dourado.

Quanto aos cabos, ponto para a GameSir! Ambos têm um ótimo comprimento e são muito estilosos, com recta a um aprimoramento de qualidade e cores que se encaixam com o padrão do design de cada controle.

E porquê os produtos foram criados com foco nos PCs e nos consoles Xbox, temos até um botão mediano que faz referência à marca da Microsoft, o que acaba deixando os pares muito alinhados com o estilo do Xbox Series S Black e do Xbox Series X.

Agora, no que diz reverência à pegada, há uma textura diferenciada nos grips que garante uma sensação tátil muito deleitável e até mesmo os gatilhos superiores contam com essa textura. Os direcionais e o D-Pad também são ótimos para os dedos. 

Outro ponto importante a sobresair é o trajo de os controles terem entradas para fones de ouvido. Com isso, a gente acaba ganhando um bônus de mobilidade muito interessante.

Enfim, a GameSir ainda não me decepcionou, no que diz reverência à apresentação, e seus pacotes são sempre muito muito organizados, o que abre espaço para os produtos causarem ótimas primeiras impressões. E bastou manuseá-los um pouco para eu já ter uma teoria clara do tipo de pegada que eles vão proporcionar (sem relatar que o design do Kaleid e do Kaleid Flux é muito bonito e elegante).

A questão da conectividade

Só para não fugir ao padrão dos reviews que eu libero cá no Mobile Efo, resolvi manter o tópico relacionado à conectividade. Porém, no caso desses controles, não há qualquer mistério, ou seja, temos duas ferramentas gamer que se conectam às nossas máquinas de jogo por meio de belos cabos USB.

Nesse caso, porquê eu já destaquei, a GameSir marcou muitos pontos, pois os cabos USB são excelentes. O revestimento é muito bom e fica simples que as coisas foram feitas para resistir. E quando eu pluguei nas máquinas de jogo, não tive qualquer problema, os controles foram reconhecidos imediatamente.

Os controles GameSir Kaleid e Kaleid Flux em ação!

Uma vez que eu destaquei no início deste post, os controles chegaram na minha residência há um bom tempo e isso me deu a chance de testá-los por muitos dias. Fiz uso do meu PC durante a maior secção do tempo, mas também consegui curtir algumas horas de gameplay com um Xbox Series X emprestado.

Quanto ao meu “approach” para os testes, fiz questão de utilizar jogos de gêneros distintos, com vistas a estudar os produtos em situações variadas e também curti os games que eu costumo jogar, para “medir a performance” no dia a dia de um jogador generalidade. E mais uma vez, o Xbox Game Pass veio a calhar.

Durante o meu primeiro dia de testes, usei exclusivamente o Kaleid Flux. No dia seguinte, usei o Kaleid. A partir do terceiro dia, fui trocando de controle depois algumas horas de jogatina. Com isso, pude sentir, na prática, as diferenças entre um controle e o outro. E só para constar, no termo das contas, ambas as opções têm os mesmos recursos, mas a diferença está em pequenos detalhes da construção, que acabam alterando a sensação tátil e o estilo. Eis uma tábua com as diferenças entre as duas versões do controle…


Kaleid

Kaleid Flux

Cor

Preto/Cinza

Preto/Dourado

Disposição dos Botões ABXY

Esquema do Xbox

Esquema do Xbox

Botões ABXY (construção)

Micro Switch

Membrana

Sistema de Iluminação

Rainbow

Dourado

Cabo USB

3m Preto/Cinza

3m Preto/Dourado

Observando a tábua, fica simples que exclusivamente a construção dos botões ABXY tem potencial para mudar a experiência. Eu, por exemplo, sempre joguei com controles construídos com membrana e precisei de mais tempo para me apropriar à sensação tátil proporcionada pelos switches (é só uma questão de hábito e gostos pessoais mesmo).

Muito, colocando essas diferenças de lado, ambos os controles são praticamente iguais. Para iniciar, temos gatilhos e direcionais construídos com a tecnologia Hall Effect e isso já garante belos ganhos de precisão, uma sensação tátil mais deleitável e a maior espaço dos controles.

Em jogos de corrida, por exemplo, a gente percebe a diferença sem dificuldades, já que o acelerador e o freio parecem permanecer mais sob o nosso controle. E o mesmo vale para os direcionais, na hora de fazermos as curvas.

Nesse caso, é bom sobresair que esses controles contam com quatro motores de vibração, sendo dois posicionados nos grips e dois posicionados na extensão dos gatilhos. Essa construção diferenciada garante sensações que aumentam a mergulho ao sumo (e se você fizer uso de headsets plugados na ingressão de fones dos próprios controles, dá para “reprofundar de cabeça” em certos jogos).

Quanto ao D-Pad, exclusivamente a sensação tátil muda um pouco no Kaleid, pois há também uma construção com micro switches, enquanto o Kaleid Flux tem uma construção com membrana. De todo modo, ambos são muito precisos.

Assim porquê costuma suceder com quase todos os controles da GameSir, a gente ainda conta com botões extras (L4 e R4) e opções que garantem o registro de macros. Pormenor: todas as configurações podem ser feitas por meio do aplicativo GameSir Nexus.

Outros botões adicionais também marcam presença nas estruturas dos controles e cumprem várias funções, sendo que o “botão Xbox” realiza a mesma função dos controles oficiais da marca.

E para não expor que os controles são perfeitos, ressalto que fiquei com os dedos doendo por conta do revestimento que “encabeça” os sticks, mas foi outra questão relacionada com a falta de hábito, pois não voltei a sentir dores depois alguns dias.

De forma resumida, posso expor que os produtos se mostraram muito bons e me proporcionaram belas sessões de jogatina. Curiosamente, eu sempre curti controles com membrana, mas acabei gostando mais de usar o Kaleid. No entanto, as diferenças entre as duas versões são praticamente nulas e ambas cumprem suas funções com totalidade eficiência, garantindo experiências imersivas, comandos responsivos e uma ótima pegada (com muito estilo, diga-se de passagem).

GameSir Kaleid e Kaleid Flux: altamente indicados para PC e consoles Xbox

Uma vez que você pôde perceber, fiz questão de estudar os controles Kaleid e Kaleid Flux sobre várias óticas. Desde o primeiro contato com os produtos, a venustidade da construção me chamou muita atenção e ficou simples que essas ferramentas gamer foram feitas com um zelo privativo.

Em termos de design, os controles não variam muito e eu preferi o Kaleid, mas, os fãs de detalhes dourados certamente vão curtir o Kaleid Flux. No que diz reverência à conectividade, não tive problemas, pois os cabos USB garantem uma conexão imediata (e me pareceram muito resistentes).

Na hora da jogatina, curti muito a pegada do controle e a sensação tátil gerada pelos gatilhos e pelos direcionais. O D-Pad garante uma magnífico precisão e tanto os switches (do Kaleid) quanto a membrana (do Kaleid Flux) cumprem suas funções com sublimidade.

Acho válido ressaltar também que as opções voltadas a aumentar a mergulho são excelentes. Nesse caso, a ingressão para fones de ouvido é um destaque e tanto e os quatro motores vibratórios também.

Portanto, posso expor que a GameSir conseguiu fabricar dois controles de altíssimo nível para os players dos PCs e dos consoles Xbox. Logo, acho que o investimento em uma dessas opções realmente compensa. Lembrando que ambas tiveram seus preços sugeridos fixados em R$ 459,00. Na Amazon Brasil, é verosímil lucrar um desconto de 10% na compra do Kaleid ao utilizar o cupom gamesirk1 no checkout. Você também pode utilizar o cupom GSK1FLUX para lucrar o mesmo desconto ao comprar o Kaleid Flux. Você pode obter mais informações sobre elas no site solene da GameSir.

E é isso! Os controles Kaleid e Kaleid Flux estão mais do que aprovados no teste do Mobile Efo e merecem um olhar mais vigilante de qualquer player de reverência. Por termo, agradeço à GameSir por ter fornecido os controles que foram usados nos testes e reafirmo que os produtos são bons o bastante para prometer excelentes horas de uma jogatina muito imersiva.

━═☆═━ Fique por dentro das novidades! ━═☆═━

Siga a Mobile Efo no Google News e não perda zero. Clique na imagem aquém para se manter atualizado sobre os últimos lançamentos de MMOs!”

Source link

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo