Noticias

Dev de ‘Diablo IV’ revela que testar o jogo internamente é mais complicado do que você imagina ⋆ Mobile Efo

Se você é fã de Diablo IV e já chegou a reclamar em qualquer momento por conta de qualquer update que apresentou um problema específico que poderia ter sido identificado em testes internos, é bom saber que, de convenção com Adam Jackson, um dos membros da equipe de desenvolvimento, testar o game internamente não é alguma coisa tão simples quanto todos imaginam… vamos conferir o relato do dev?

Foi em uma entrevista concedida para o streamer Raxxanterax que Adam Jackson acabou revelando “o sigilo por trás dos testes internos” de Diablo IV. De convenção com o dev, o maior tropeço para a realização dos testes é justamente a dificuldade do game. Isto é, segundo ele, para que tudo fosse devidamente testado, os membros da equipe de desenvolvimento teriam que passar “uma vida inteira” jogando o game e conferindo cada pequeno pormenor, o que não é viável, nem mesmo com o pedestal de times de testadores. Aliás, ele revelou que fica mais fácil trabalhar quando há dados históricos disponíveis, mas, quando eles estão criando alguma coisa novo, as coisas ficam complicadas e uma boa ração de percepção acaba entrando na jogada.

Fique por dentro das novidades! Siga a Mobile Efo no Google News e não perda zero. Clique para permanecer atualizado!”

Jackson também revelou que ele até gostaria de curtir o game por mais tempo, mas seria impossível para ele “jogar tudo” e ainda trabalhar. Nesse sentido, ele até foi meio exagerado, ao declarar que, para poder realmente testar o jogo, o player teria que destinar uma vida inteira aos testes. De qualquer forma, o roupa é que essas revelações do dev deixam evidente que nem sempre os problemas vão ser evitados pela equipe de desenvolvimento e o feedback dos jogadores continuará sendo de grande valia, para a identificação de problemas e oportunidades de melhoria.

━═☆═━ Alerta de Oferta: Economize Agora! ━═☆═━

Source link

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo